Cessna Corvalis TTX completa série de voos experimentais com sucesso

March 11, 2013

Aeronave pode voar nas condições climáticas mais adversas

São Paulo, 08 de março de 2013- A Cessna, representada exclusivamente no Brasil pela TAM Aviação Executiva – anuncia que o Cessna Corvalis TTX completou sua primeira série de voos experimentais na semana passada no sudoeste do Kansas (EUA). Foram 275 voos em 339 horas no ar.

“Os voos aconteceram de forma excepcional. No decorrer dos testes, o piloto alcançou 17 mil pés de altitude e velocidade de 213 kts (394 km/h). O TTX é a aeronave a pistão monomotora de trem fixo mais rápida do mundo”, afirma Brian Steele, líder de negócios do TTX na Cessna.

O Cessna Corvalis TTX pode atingir a velocidade máxima de 235 kts (435 km/h) e tem como diferencial a capacidade de voar em condições climáticas adversas, como neve. O monomotor consegue atravessar os EUA com apenas uma escala. É o primeiro avião a ser equipado com o sistema de aviônicos Glass Cockpit Garmin G2000 que possui duas telas de 14,1 polegadas com controle touch screen. O Corvalis TTX também é equipado com o sistema de Proteção de Estabilidade Eletrônica da Garmin (ESP), que auxilia os pilotos a manterem o voo com alto desempenho. Além disso, a aeronave tem um interior sofisticado, confortável e seguro, com bancos de couro e airbags.

“Com seu painel Touch screen, o Corvalis TTX é pioneiro em tecnologia. Seu design limpo e estilo arrojado conferem performance e luxo ao modelo”, afirma o diretor de vendas da TAM AE Leonardo Fiuza.

GOL anuncia estudo de voos para os Estados Unidos

March 1, 2012

 SÃO PAULO, 1 de março de 2012  — A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (BM&FBovespa: GOLL4 e NYSE: GOL), (S&P/Fitch: BB-/BB-, Moody`s: B1), a maior companhia aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina, informa que está sempre avaliando novas possibilidades que agreguem resultados ao negócio e benefícios aos clientes, e por esta razão solicitou junto a ANAC uma consulta sobre a disponibilidade de 14 frequências semanais para os Estados Unidos e outras sete para a Venezuela. As portarias da ANAC números 325 e 326 designam as frequências conforme previsto nos acordos bilaterais nos países envolvidos.

Lufthansa anuncia retomada dos voos entre Rio de Janeiro e Frankfurt

February 17, 2011

A partir de final de outubro deste ano, a Lufthansa vai passar a voar cinco vezes por semana entre o Rio de Janeiro e Frankfurt, oferecendo do centro de distribuição na Alemanha conexões para toda a Europa, Ásia e Oriente Médio. Os novos voos serão feitos a bordo do Airbus 340-300, equipado com três classes, First Class, Business Class e Economy Class.

O Grupo Lufthansa, incluindo SWISS, já opera 21 voos semanais de São Paulo para os três centros de distribuição na Europa, Frankfurt, Munique e Zurique (SWISS). Recentemente, a Lufthansa anunciou o aumento de 5 para 7 voos semanais de São Paulo para Munique. Com os novos de Munique e os do Rio para Frankfurt, o aumento de capacidade para o Brasil é de 37%, passando de 19 para 26 voos semanais.

GOL anuncia lançamento de voos regulares para Bauru

January 18, 2010

 São Paulo, 18 de janeiro de 2010 - A GOL Linhas Aéreas
Inteligentes S.A. (BM&FBOVESPA: GOLL4 e NYSE: GOL), a maior companhia
aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina, anuncia que
iniciou a venda de bilhetes para um novo destino doméstico em sua
malha aérea: a cidade de Bauru, no interior do Estado de São Paulo. A
operação será regular a partir do Aeroporto de Congonhas (São Paulo),
e será realizada cinco vezes por semana, com lançamento no dia 1 de
fevereiro de 2010.

    "Lançamos operações regulares em Bauru na esteira do sucesso que
verificamos em Presidente Prudente (SP), um destino que antes da
entrada da GOL, gerava tráfego de 50 passageiros ao dia e hoje emite
mais de 200 passagens.", destaca Constantino de Oliveira Junior,
presidente da GOL. 

    "Esperamos alcançar o mesmo efeito GOL nesse novo destino, o 50° em
nossa malha doméstica." O novo voo parte do Aeroporto de Congonhas
(São Paulo) às 11h30, chegando em Bauru às 12h25. No sentido
contrário, a aeronave sai do Aeroporto Estadual Moussa Nakhl Tobias,
na cidade do interior paulista, às 13h30, com chegada prevista na
capital às 14h22. 

    Bauru é o maior município do oeste do Estado e um dos maiores centros
econômicos do interior paulista, com produto interno bruto (PIB) de
R$ 5,3 bilhões. A cidade fica a 345 km da capital, e tem cerca de
359,5 mil habitantes. A nova rota aérea para Congonhas vai oferecer
aos clientes de toda a região, a possibilidade de conexão imediata com
os principais mercados de negócios do País, como Belo Horizonte
(Confins), Brasília, Curitiba, Florianópolis, Navegantes, Porto
Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, entre outros. 

A tabela abaixo contém mais informações sobre a nova operação: Voo
Saída Origem 

Voo       Saída    Origem      Destino      Chegada   Tarifa a partir
de
G3 1060   11h30    São Paulo   Bauru        12h25      R$ 79*
                  (Congonhas)
G3 1061   13h30    Bauru       São Paulo    14h22      R$ 79*
                              (Congonhas)

    * O regulamento tarifário está disponível no site da GOL
( www.voegol.com.br ).

GOL Lança Novos Voos a Partir do Aeroporto Santos Dumont

April 30, 2009

São Paulo, 30 de abril de 2009 – A GOL Linhas Aéreas Inteligentes
S.A. (Bovespa: GOLL4 e NYSE: GOL), a companhia aérea brasileira de
baixo custo, anuncia que recebeu autorização da Agência Nacional de
Aviação Civil (Anac) para operar voos regulares a partir do Aeroporto
Santos Dumont (Rio de Janeiro) com destino a Belo Horizonte
(Confins), Brasília e Vitória.

A operação para Vitória já começou. São cinco frequências diárias,
sendo que três operam de segunda-feira a sábado e outras duas atendem
a rota todos os dias. Um desses voos liga o Aeroporto Santos Dumont a
Manaus, com escalas em Vitória e Brasília. A operação é a única no
mercado entre Vitória e a capital amazonense com decolagem diurna e
sem necessidade de conexão. Outro voo irá ligar Santos Dumont a
Manaus via Brasília, totalizando duas ligações diárias entre o
aeroporto central da capital carioca e a cidade amazonense, além das
duas já existentes ligações diárias entre o Aeroporto Internacional
do Rio de Janeiro – Antônio Carlos Jobim/Galeão e Manaus.

A GOL também vai servir Belo Horizonte (Confins) e Brasília com voos
diretos do Aeroporto Santos Dumont, a partir do dia 4 de maio de
2009. Os destinos constituem dois dos principais hubs de distribuição
da Companhia no Brasil, permitindo conexões imediatas para cidades
como Salvador, Cuiabá, Goiânia, Palmas, Belém, Recife, Macapá, Boa
Vista, São Luis, Marabá, entre outras.

Galeão
Além dos novos voos a partir do Santos Dumont, a GOL mantém forte sua
operação entre o Galeão e as cidades de Belo Horizonte, Brasília e
Vitória. A Companhia oferece seis voos diários para a capital
federal, quatro para Confins e dois para a capital capixaba (sendo que
um terceiro será lançado no dia 15 de maio de 2009).

Governo brasileiro aprova liberação de preços para vôos internacionais

April 28, 2009

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovou liberação gradual das tarifas para todos os vôos internacionais de empresas regulares brasileiras ou estrangeiras partindo do Brasil. Até o presente momento os preços das passagens aéreas eram controladas através de um valor mínimo, que dificultava a competição entre as empresas e, consequentemente, as promoções. Com a liberação, serão inicialmente permitidos descontos de 20% sobre o preço mínimo. Após 3 meses, os descontos serão ampliados para 50%, 80% três meses depois e após seis meses não haverá mais preço mínimo. Em 2008 a ANAC já havia aprovado a liberação tarifária para vôos com destino a America do Sul e em setembro do mesmo ano já não existia valor mínimo para esses vôos.

Air China lança vôos diretos de quatro cidades continentais para Taipei

December 15, 2008

15 de dezembro de 2008  14:11 HORALOCAL

Tianjin, Hangzhou, Chengdu e Chongqing oferecem agora vôos diretos
para Taipei

PEQUIM, 15 de dezembro /PRNewswire-Asia/ — A partir de 15 de
dezembro de 2008, a Air China irá levar passageiros diretamente de
quatro cidades na China continental; Tianjin, Hangzhou, Chengdu e
Chongqing, para Taipei.  Elas irão se juntar à Pequim e Xangai, que
oferecem vôos diretos para Taipei desde julho de 2008.
(Logo: http://www.newscom.com/cgi-bin/prnh/20080625/CNW017LOGO )
Depois de um acordo histórico assinado entre as autoridades de China
continental e de Taiwan, de 15 de dezembro de 2008 à 28 de março de
2009, a Air China irá oferecer aos passageiros dois vôos diretos de
Pequim, e quatro vôos diretos de Xangai, em dias da semana, toda
semana, para Taipei. E mais ainda, toda semana, nos fins de semana,
haverá diversos vôos diretos de Taipei para Pequim e Xangai, e também
de Tianjin, Hangzhou, Chengdu e Chongqing.  Todos esses vôos serão
diretos de Taipei e não irão voar via Hong Kong, ou sobre-passar o
espaço aéreo de Hong Kong. Isso irá permitir que os passageiros
chineses de ambos lados do estreito viajem de forma mais conveniente
e rapidamente, entre o continente e Taiwan.
Essas rotas irão abrir negócios, oportunidades culturais e de turismo
entre as cidades do continente e Taipei, e para ilustrar os laços
mais estreitos entre as duas regiões, a Air China irá implementar seus
novos aviões padronizados, o que celebra essa singular ocasião.
Sob sua filosofia de serviço de quatro máximas: Credibilidade,
Conveniência, Conforto e Escolha, a Air China irá oferecer também aos
seus passageiros de Taiwan uma porta de entrada conveniente para que
se conectem com vôos de Pequim para outras cidades e países do mundo.
Para maiores informações, favor entrar em contato com o serviço de
comunicação direta da Air China no 4008-100-999.

Sobre a Air China
Com membro da Star Alliance, parceiro das Olimpíadas de Pequim 2008 e
única companhia aérea de bandeira chinesa, a Air China opera uma rede
mundial a partir de seu centro, Pequim. Em outubro de 2008, a Air
China tem uma frota de 241 aeronaves Airbus e Boeing, operando em 250
rotas — incluindo 181 domésticas, 62 internacionais e 7 regionais –
em 27 países e regiões. A Air China oferece mais de 6.000 vôos com
mais de 1.000.000 de assentos todas as semanas para 83 destinos
domésticos e 41 internacionais e regionais.

Embraer projeta 530 novas entregas de jatos de 70 a 130 assentos na África e no Oriente Médio nos próximos 20 anos

April 23, 2014

Marrakech, Marrocos, 23 de abril de 2014 – A Embraer Aviação Comercial estima que as companhias aéreas da África e do Oriente Médio vão precisar de 530 novos jatos no segmento de 70 a 130 assentos nos próximos 20 anos (no valor de USD 25 bilhões, a preços de lista), o que representa 8% da demanda mundial para o segmento no período. Estima-se que, das novas entregas esperadas nessas regiões, 65% serão para apoiar o crescimento do mercado, enquanto 35% substituirão aeronaves antigas que serão aposentadas.

As previsões indicam que 17 dos 30 países que mais crescerão no mundo em 2014 vão ser da região. O transporte aéreo na África e no Oriente Médio vai crescer rapidamente, a uma taxa anual de 5,3% e 7,1%, respectivamente, nos próximos 20 anos – acima da média mundial de 4,8% -, mais do que triplicando o tráfego aéreo,a partir de e na própria região.

“Os jatos de 70 a 130 assentos desempenharão papel fundamental no apoio ao desenvolvimento intra-regional na África e no Oriente Médio, não só pela capacidade de explorar novos mercados, mas também em razão da possibilidade de melhorar as taxas de ocupação com maior flexibilidade”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO, Embraer Aviação Comercial. “Os E-Jets são os aviões mais eficientes, confiáveis e confortáveis nesta categoria e são perfeitamente adequados às necessidades das companhias aéreas dessas regiões, oferecendo o benefício de custos significativamente mais baixos por viagem.”

Atualmente, 60% das decolagens dos voos com jatos maiores de corredor único entre os destinos africanos e do Oriente Médio têm, em média, até 110 passageiros a bordo, resultando em baixas taxas de ocupação. As regiões são compostas principalmente por mercados de baixa e média densidade. Cerca de 88% de todos os mercados têm densidades de demanda de até 300 passageiros por dia em cada sentido e aproximadamente 50% deles não são servidos diretamente. Os E-Jets da Embraer oferecem a capacidade de desenvolver um melhor sistema de alimentação de tráfego e maior conectividade de rede, bem como melhorar a qualidade dos serviços nos mercados existentes onde não há demanda suficiente para suportar as operações de aeronaves de corredor único maiores.

A família de E- Jets registrou cerca de 1.500 encomendas e mais de 1.000 entregas até a presente data. As aeronaves estão em serviço com cerca de 65 clientes de 45 países. Na África e no Oriente Médio, a Embraer tem participação de mercado de mais de 75% em seu segmento. Cerca de 70 E-Jets estão atualmente em serviço com sete operadores de seis países da região.

Sugestão de pauta: Copa do Mundo é a oportunidade para o Brasil deixar como legado um ambiente mais seguro

April 3, 2014

• Em 2012, a Infraero – Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – divulgou que os aeroportos das capitais onde acontecerão os jogos da Copa do Mundo FIFA 2014 receberam aproximadamente 18,2 milhões de passageiros internacionais. Os aeroportos que mais registraram movimento foram Galeão, no Rio de Janeiro; Confins/Belo Horizonte, em Minas Gerais; e Cuiabá, em Mato Grosso.

• Já no início deste ano, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a operação de 1.973 voos extras no país durante a Copa do Mundo. As rotas adicionais mais pedidas foram Fortaleza (CE) – Guarulhos (SP), Santos Dumont (RJ) – Viracopos (SP), Galeão (RJ) – Aeroparque (Argentina), Brasília – Guarulhos, e Galeão – Ezeiza (Argentina).

• Além disso, segundo estudo realizado pela International Air Transport Association (IATA), até 2016 o Brasil se tornará o terceiro maior mercado de transporte de passageiros domésticos do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e China.

Os dados indicam que o Brasil está aumentando cada vez mais a demanda de voos e, principalmente, o fluxo de passageiros nos aeroportos brasileiros. Mas, diante deste cenário, como garantir segurança e agilidade na inspeção de pessoas e bagagens nos terminais aeroportuários?

O Brasil tem a oportunidade de implementar durante a Copa do Mundo e Jogos Olímpicos os mais modernos sistemas de detecção. Se executada da forma correta, esta inovação possibilitará ao país dar um salto qualitativo no segmento deixando como legado um ambiente mais seguro para toda a população.

Além disso, quando comparamos aos eventos anteriores de grande porte, o país teve êxito quando sediou a Copa das Confederações, Rio + 20, 5 ° Jogos Mundiais Militares – Rio 2011, Eco-92 e os Jogos Pan-Americanos Rio 2007. Neste último evento, a Smiths Detection participou com apoio operacional no país. Ao todo foram disponibilizados mais de 90 sistemas de inspeção HI-SCAN 6040i (para bagagem de mão) e 12 sistemas de inspeção por raios X HI-SCAN 100100V, utilizados em uma variedade de aplicações, inclusive em lavanderias, alimentos e para análise de outros produtos que entravam na vila dos atletas. A Smiths também esteve presente no controle de acesso em mais de 20 locais diferentes do evento, com a utilização de 1 Silhouette Scan Mobile  300 – unidade móvel de raios X e 1 HCVM 4028 – sistema de inspeção móvel de alta energia, para completas inspeções de área, além de serviço local completo incluindo operadores de Pontos de Verificação, logística e suporte técnico.

O CEO da Smiths Detection Brasil, Danilo Dias, está disponível para comentar sobre essa tendência do crescimento no setor aeroportuário e sobre atuação do país na preparação de grandes eventos. O executivo também pode explicar como o Brasil pode deixar como legado um ambiente mais seguro com a implementação dos sistemas mais avançados de detecção de metais, scanners corporais com tecnologia de ondas milimétricas, sistemas de raios X, detecção de ameaças químicas entre outros. Existem também equipamentos que podem distinguir precisamente líquidos ameaçadores de líquidos benignos em garrafas fechadas de vidro e plástico, independentemente se elas são claras, translúcidas ou congeladas.

GRUPO LATAM AIRLINES ANUNCIA LUCRO OPERACIONAL CONSOLIDADO DE US$ 235 MILHÕES NO QUARTO TRIMESTRE DE 2013

March 18, 2014

Santiago, Chile, 17 de março de 2014 – A LATAM Airlines Group S.A. (NYSE: LFL; IPSA: LAN; BOVESPA: LATM33), companhia aérea líder na América Latina, anuncia hoje seus resultados financeiros consolidados para o quarto trimestre findo em 31 de dezembro de 2013. “LATAM” ou “Companhia” refere-se à entidade consolidada, incluindo companhias aéreas de transporte de passageiros e cargas na América Latina. Todos os valores são apresentados de acordo com as Normas Internacionais de Contabilidade (International Financial Reporting Standards – IFRS) e em dólares norte-americanos. A taxa de câmbio média entre o real e o dólar norte-americano no trimestre foi de R$ 2,27/US$ 1,00.

DESTAQUES

·         No quarto trimestre de 2013, o Grupo LATAM Airlines registrou lucro operacional de US$ 234,9 milhões (R$ 532,3 milhões), um aumento de 166,1% em relação aos US$ 88,3 milhões (R$ 200,4 milhões) registrados no quarto trimestre de 2012. A margem operacional atingiu 6,9%, um aumento de 4,4 pontos percentuais em relação aos 2,5% registrados em 2012. A forte expansão de margens é explicada pela melhora significativa dos resultados financeiros da operação doméstica no Brasil e pela racionalização da oferta nas operações internacionais de passageiros, além da implantação bem sucedida do processo de integração e de iniciativas de sinergia e eficiência.

·         No quarto trimestre do ano, e em linha com os cortes de oferta informados em trimestres anteriores, reduzimos significativamente nossa oferta total medida em assentos-quilômetros oferecidos (ASK) em 4,5% em relação ao mesmo período de 2012. Essa racionalização da oferta reflete principalmente a forte diminuição da oferta em nossos voos internacionais, que foi de 6,5% em relação ao mesmo período de 2012, além da contínua racionalização das operações domésticas no Brasil.

·         No consolidado de 2013, a LATAM registrou lucro operacional de US$ 643,9 milhões (R$ 1.390,8 milhões), um aumento de 605% em relação aos US$ 91,4 milhões (R$ 197,4 milhões) registrados no ano de 2012 (pro forma). A margem operacional foi de 4,9%, um aumento de 4,2 pontos percentuais em relação aos 0,7% registrados em 2012, em linha com o guidance fornecido pela Companhia.

·         Após um processo de revisão do seu plano e necessidade de frota após a fusão, no segundo semestre de 2013 a LATAM decidiu implantar um amplo plano de reestruturação da frota, visando reduzir o número de modelos operados, desativando gradualmente os modelos menos eficientes e alocando as aeronaves mais adequadas para cada um do seus mercados. Assim, a partir do quarto trimestre de 2013 e durante aproximadamente os próximos 30 meses, a Companhia irá desativas gradualmente todas as suas aeronaves dos modelos A330, A340, B737, Q400 e Q200s. No último trimestre do ano, esse processo gerou custos não recorrentes de US$ 17,5 milhões (R$ 39,7 milhões), resultado de multas relacionadas à devolução antecipada e despesas com devolução. Para todo o ano, estes custos atingiram US$ 29 milhões (R$ 65,8 milhões). Excluindo tais custos não recorrentes, a margem operacional da LATAM foi de 7,4% no quarto trimestre de 2013, e de 5,1% no ano de 2013.

·         No quarto trimestre de 2013, a LATAM registrou prejuízo líquido de US$ 46,1 milhões (R$ 104,6 milhões), comparado a um prejuízo líquido de US$ 69,8 milhões (R$ 158,4 milhões) no mesmo período de 2012, influenciado principalmente pela perda cambial reconhecida principalmente pela TAM de US$ 142,6 milhões (R$ 323,7 milhões) resultando da depreciação do real no trimestre. A Companhia continua trabalhando para em grande parte mitigar a exposição do balanço patrimonial da TAM à moeda brasileira até junho de 2014.

·         A TAM continua apresentando avanços significativos no processo de turnaround das operações domésticas de passageiros no Brasil, mantendo disciplina sobre a oferta, com redução de 6,0% no ASK durante o quarto trimestre de 2013 em relação ao quarto trimestre de 2012. As melhores práticas de segmentação de mercado e gestão de receita levaram a um avanço no yield e a uma sólida taxa de ocupação de 81,6%. Isso contribuiu para o aumento substancial de 11,3% na receita por ASK (RASK) medida em reais.

·         A estratégia da LATAM de racionalizar a oferta internacional de passageiros no Brasil e em países de língua espanhola segue apresentando resultados positivos, com aumento substancial da receita por ASK. A oferta em voos internacionais diminuiu 6,5%, enquanto o número de passageiros aumentou 0,8%, o que resultou em uma taxa de ocupação de 84,3%, ou 6,1 pontos percentuais acima do quarto trimestre de 2012. Adicionalmente, recebemos aprovação das autoridades brasileiras para melhorar a distribuição dos slots de passageiros no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, o que representa um passo importante na consolidação desse aeroporto como nosso principal hub para voos regionais e de longa distância na América do Sul.

·         Em 10 de janeiro de 2014, o Grupo LATAM Airlines concluiu com sucesso o aumento de capital, com a captação de US$ 940,5 milhões (R$ 2.134,9 milhões). O preço de colocação foi de US$ 15,17 (R$ 34,4) por ação. Com isso, a Companhia avançou significativamente em um processo importante e estratégico de fortalecimento do seu balanço patrimonial e de sua posição financeira da LATAM através da redução da alavancagem e aumento da liquidez.

Next Page »